terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Agrotece - Calculos Topográfia, Qualidade da água e Fertilidade do solo

        O Dimensionamento de sistemas de irrigação requer uma inúmera quantidade cálculos, que algumas vezes são complexos quanto que em outras são dispendiosos, desta forma disponibilizo a vocês uma planilha que auxiliara nos cálculos de adubação, onde constam informações sobre as culturas e suas demandas nutricionais para o estado do Ceará. Na parte de qualidade da água é apresentado meios para calcular a lâmina de lixiviação, ou seja, a lâmina de água necessária para lixiviação do excesso de sais, como também determinação dos índices de salinidade e sodicidade. Por último uma planilha que auxiliará nos cálculos de medição de área que são realizados com uso de teodolito.



       O intuito de desenvolvimento deste trabalho e auxiliar técnicos, tecnólogos de agricultura e irrigação, no desempenho de suas funções. As planilhas foram revisadas varias vezes, porém mesmo assim almejo que apareça dicas e sugestões para que a mesma possa ser aprimorada é atualizada.
.

››

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Como fazer o preparado 501

Resultado de imagem para quartzo   O preparado tem sua aplicação direcionada à planta. Atua diretamente nas suas funções fotossintéticas, favorecendo os processos que envolvem luz e calor. Este preparado é conhecido como preparado da "luz" trazendo forças cósmicas da periferia e intensificando a atuação da luz solar. Seu uso torna-se essencial por atuar na estruturação interna das plantas  como também em seu desenvolvimento. Assim como para qualidade nutritiva e sua resistência a doenças. Aconselha-se não usar este preparado em estágios inicias de desenvolvimento da planta ou seja em momentos de estabelecimento da cultura em campo, até que o sistema radicular esteja bem estabelecido, sendo aconselhado sua utilização na pré floração e frutificação. 
      Utiliza-se de 1 a 4 gramas de 501, diluído em 60 a 100 litros  de água, para um hectare dinamizado, e aplicado ainda pela manhã quando ainda se tem presença de orvalho. Sua aplicação deve ser direcionada para o alto, e sua aplicação deve ser feita na forma de uma nevoa fina, para isso você pode utilizar uma atomizador costal, não e recomendado aplicar sobre flores, pra não induzir sua desidratação e aborto. Por aumentar a transpiração deve-se garantir água suficiente nos próximos dias apos aplicação. Sua aplicação quando realizada de forma rítmica fortalece as folhas contra o ataque de fungos e insetos ( Três dias seguidos na mesma hora por trez semanas). Quando se deseja maturação de frutos realizar aplicação pela parte da tarde.


Chifre-sílica

Pastagem: em pleno estágio vegetativo(15 a 30 dias após pastoreio);
Culturas anuais: Antes da floração, durante a formação de vagens, frutos e grãos;
Adubação verde: Antes da floração, antes da formação de sementes;
Horta: Antes da floração, maturação, para formação de folhosas.


 Como fazer?

Para o realizar a preparação do preparado 501 a primeira coisa a se fazer e conseguir algumas pedras de quartzo, o quartzo e um dos materiais mais abundantes da face da terra ocupando 12% de todo seu volume, possui uma estrutura cristalina trigonal composto por tetraedros de silício SiO2 onde cada oxigênio fica divido entre dois tetraedros. O seu hábito cristalino é um prisma de seis lados que termina em pirâmides de seis lados, embora frequentemente distorcidas e ainda colunar, em agrupamentos paralelos, em formas maciças (compacta, fibrosa, granular, criptocristalina), maclas com diversos pseudomorfos. Possui dureza 7 na Escala de Mohs.

     Adquirida algumas pedras de quartzo, o passo seguinte e adquirir alguns chifres de vacas, que tenha tido pelo menos uma gestação. Os chifres iram atuar como receptores da força cósmica, centralizando toda essa energia astral no silício do quartzo. O chifre de vaca possui estrias na sua base referente a cada lactação proveniente da deficiência de cálcio nesse período que e direcionado ao leite, formando pequenos anéis, quando que o chifre de boi possui apenas estrias verticais.

     Adicione os cristais de quartzo em um pilão de ferro como o ilustrado na imagem e inicie um processo de pilação, até que a rocha esteja totalmente fragmentada, caso necessário repita este processo até que tenha-se conseguido forma uma areia.



     Após isso coloque o material triturado em uma vasilha e com auxilio  de uma peneira realize um processo de peneiramento afim de remover partículas grosseiras que deverão retorna ao pilão. Com o material em mãos agora ira pegar um imã e ira passar em todo o material afim de remover partículas de ferro que se desprendem do pilão no processo. Após esta etapa o material devera ser colocado sobre uma chapa de granito e com auxilio de outra parte de granito o material devera ser submetido a uma moagem, onde por fricção devera se obter uma partícula tão fina quanto sal de cozinha. E um processo que requer calma e paciência, realize movimentos circulares como se estivesse fazendo uma dinamização, com movimentos horários e anti-horários.



    Por fim, pegue este material  pronto, e coloque em um recipiente e vá adicionando água ate o mesmo atingir uma consistência como uma papa, este material será colocado no interior do chifre, onde posteriormente será enterrado no solo. Em uma cova de dimensões  40 x 40 x 40 cm, em um local que apresente características de boa fertilidade. Sendo no hemisfério norte enterrado no inicio do verão e desenterrado no inicio do inverno.

››

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Dinamização do preparado (Video)


A dinamização do preparado e um aspecto muito importante, e nesse momento que a energia contida nos preparados será transmitida água por meio da agitação, os movimentos circulares iniciam lentamente na periferia aumentando a velocidade gradativamente até o sempre, deve-se considerar realizar o movimento sempre com sentido da mão em direção ao coração, realizando o movimento anti-horário com a mão direita e o horário com  a mão esquerda. A formação do vortex e de suma importância então deve-se ter atenção ao volume de água contido na barriga, para o preparado 500 ilustrado no vídeo utiliza de 60 a 250 g do preparado para cada 60 ou 100 L de água para um ha,  realizando a dinamização por 60 minutos, ao completar 45 minutos se faz a adição de 3 ml de valeriana até o tempo final de 60 minutos. 



video



Após a dinamização utilizar peneiras para filtragem do preparado,visto que resíduos do preparados podem estar contido na solução biodiâmica entupindo o bico dos pulverizadores costais, esse cuidado não e necessário para aplicação do preparado 501. Aplicação deverá ser feita ao entardecer preferencialmente após as 17 h, podendo ser aplicado no preparo do solo para auxiliar na decomposição do material incorporado, na semeadura com a finalidade de auxiliar na germinação e enraizamento e assim estabelecimento da plântula, e no transplante de mudas ou estaquia, sendo recomendado quando se quer da um impulso no desenvolvimento do sistema radicular, podendo-se utilizado até em casos de nematoides.  


Aplicação em campo com bomas costais de 20 litros deve-se realizada de forma, a cobrir o máximo da área possível não havendo necessidade que todas as plantas tenha contato com o preparado, aplicação deve ser feita  de tal forma que se obtenha gotas grossas quando, um com critério e verificar a distância do jato  e a partir deste definir um espaçamento para cada passada. 



Creditos: Fazenda Capão Alto das Criúvas / João Volkman



››

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Estabelecimento da cultura do Tifton 85 por mudas


            A grade aradora e um implemento de preparação de solo que realiza tanto aração como a gradagem em um mesmo implemento. Suas peças ativas são montadas em eixos que giram em ângulo com a linha de tração, estas grades possuem uma estrutura mais pesada que e necessária para que haja uma penetração dos discos, possuem mais de 130 kg de massa sobre cada disco, havendo no mercado grades intermediaras a esse peso.
            Essas grades trabalham um perfil de solo de geralmente 10 a 20 cm de profundidade, sendo que na maioria das vezes e necessário dois cortes um vertical e outro horizontal. Seu uso tem por finalidade realizar a incorporação de restos vegetais da área e o preparo do solo para o plantio.  Para o plantio do Tifton a grade aradaora será utilizada para incorporação dos restos vegetais, como também limpeza da área e incorporação de sementes a uma profundidade maior a fim de diminuir o surgimento de ervas daninhas.
        Após o processo de aração será realizado abertura de sulcos com profundidade não superior a 7 cm devido afim de facilitar a germinação das gemas dos estolões do Tifton. O espaçamento adotado será de 0.7 cm.
  
            O corte das mudas será realizado com uso de ceifadeira, com a finalidade de se obter estolões compridos, após o corte as mudas deverão ser direcionadas imediatamente para área de plantio com objetivo de evitar a sua desidratação, podendo ser molhadas antes de serem distribuídas a lanço no campo, visto que a temperaturas altas podem desidratar rapidamente o Tifton. Após este processo deverá ser realizado a incorporação do material com auxilio de uma grade niveladora semiaberta, afim de adicionar uma camada de terra sobre as plantas. Mediante está atividade poderá ser utilizado um rolo compressor para melhora o contato do solo com a gema do estolão, facilitando a sua germinação. Imediatamente após está atividade deverá ser iniciada a irrigação mantendo o solo sempre na sua capacidade de campo.

Referências 

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS. Graminias do Genero Cynodon- cultivares recentes no Brasil. Lavras, MG.  nº 73.  p. 1-14. Acessado em: 19 out 2016. Dispónivel em: < http://livraria.editora.ufla.br/upload/boletim/tecnico/boletim-tecnico-73.pdf>.

BURTON, G. W.; HANNA, W. W. Bermudagrass. In: BARNES, R. F.; MILLER, D. A.; NELSON, C. J. Forages. Iowa State: University Press, 1995. p. 421-430.

RAPPA, A.; ROSA, G, M.; GABRIEL, M. Análise dos teores de nitrogênio, fósforo e potássio em camas de aviário para adubação orgânica. Universidade federal de Santa Catarina, 2009. Acessado em 14 out 2016. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bit stream/handle/1018 3/64926/Poster _23692.pdf?sequence=2.

FUKAYMA, E, H. Características quantitativas e qualitativas da cama de frango sob diferentes reutilizações: efeitos na produção de biogás e biofertilizante. Universidade estadual Paulista. São Paulo. 2008. Acessado em 14 out 2016. Disponível em:< http://javali.fcav.unesp.br/sgcd/Home/download/pgtrabs/zoo/d/2833.pdf>.

BRATTI, F, C. Uso da cama de aviário como fertilizante orgânico na produção de aveia preta e milho. Universidade federal tecnológica do paraná. Dois Vizinho, 2013. Acessao em 14 out 2016. Disponível em:< http://www.utfpr.edu.br/doisvizinhos/c ursos/mestrados-doutorados/Ofertados-neste-Campus/mestrado-em-zootecnia /disser tacoes-e-t eses/2013/DV_PPGZO_M_BrattiFabio_2013.pdf>


EMBRAPA. Gramíneas e Forrageiras perenes de verão. Cap. 8. Acessado em: 14 out 2016. Disponível em:< http://www.cnpt.embrapa.br/biblio/li/li01-forrageiras/cap8.pdf>.
››

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Orientações para interpretação da qualidade para água irrigação



Resultado de imagem para water
Traduzido por Leôncio - MANUAL FAO - 29
Problema potencial de irrigaçãoUnidadeGrau de Restrição de uso
baixomoderadoalto
Salinidade(afeta a disponibilidade de água para cultura)2
CEadS/m< 0.70.7 – 3.0> 3.0
(or)
TDSmg/l< 450450 – 2000> 2000
Infiltratição(afeta a taxa de infiltação de água no solo. Avaliada usando  a CEa e RAS juntas)3
RAS = 0 – 3e CEa=> 0.70.7 – 0.2< 0.2
= 3 – 6=> 1.21.2 – 0.3< 0.3
= 6 – 12=> 1.91.9 – 0.5< 0.5
= 12 – 20=> 2.92.9 – 1.3< 1.3
= 20 – 40=> 5.05.0 – 2.9< 2.9
Toxidade especifica por íons (afeta culturas sensíveis)
Sódio (Na)4
Irrigação superficialRAS< 33 – 9> 9
Irrigação por aspersãome/l< 3> 3
Cloro (Cl)4
Irrigação superficialme/l< 44 – 10> 10
Irrigação por aspersãome/l< 3> 3
Boro (B)5mg/l< 0.70.7 – 3.0> 3.0
Vestígios elementos 
Efeitos diversos(afeta a susceptibilidade das culturas)
Nitrogênio (NO3 - N)6mg/l< 55 – 30> 30
Bicarbonato (HCO3)
(aspersores áereos apenas)me/l< 1.51.5 – 8.5> 8.5
pHTaxa normal 6.5 – 8.4

››

quarta-feira, 27 de abril de 2016

DINAMIZAÇÃO E APLICAÇÃO DE PREPARADOS 500 E 501.


    O preparados biodinâmicos são preparados que tem for finalidade vivificar e contribuir para conservação do solo e ambiente, incrementando a produtividade na lavoura de forma sustentável utilizando para isto conhecimentos científicos e antroposofia aliada a espiritualidade.  Tendo sido fundamentado em 1924 por Rudolf Steiner,  durante um curso agrícola e sendo comprovada cientificamente e amplamente utilizada em todo mundo nos dias atuais.

Dinamização 500 - (Chifre - Esterco )

     Para dinamização deste preparado utiliza-se 60 a 250 gramas diluído em 60 a 100 litros de água, para um hectare. O preparado chifre esterco deve ser aplicado no momento do preparo do solo, na semeadura, no transplante, ou seja no momento que se desejar da um impulso no sistema radicular. Após a dinamização este deve ser aplicado em grossas  gotas d'água  direcionadas ao solo ao entardecer (17h ). Deve-se atentar a utilizar a água para os preparados proveniente da chuva ou de poço, jamais usar água tratada. 
                                                               
                                                   Dinamização 501 - (Chifre - Sílica)

     Utiliza-se de 1 a 4 gramas do 501, diluído em 60 a 100 litros de água, para um hectare , devendo ser aplicado pela manhã quando ainda há presença de orvalho (6h), sua aplicação deve ser direcionado ao alto e aplicado como uma névoa fina que que cairá sobre as folhagens, não recomenda-se aplicar na floração, caso esteja muito seco após aplicação um ou dois horas deve-se realizar uma irrigação, tendo atuação no fortalecimento das folhas, contra insetos, fungos,  como também para maturação dos frutos mais neste caso realizar aplicação na parte da tarde. 


                                                                          Dinamização
    E um movimento muito especial e de grande importância para o sucesso da ação dos preparados, deve se ter muita consciência neste processo, as forças dos preparados são transmitidas a água por meio de agitação continua, a dinamização pode ser feita preferencialmente em barricas de madeira. Deve-se iniciar mexendo a água para um lado , com velocidade mais lenta na periferia e aumentando a velocidade para o centro  até se formar um vórtex. Quando este vórtex este formado e você estiver quase vendo o fundo do recipiente , inverte-se o movimento para o sentido contrario seguindo as mesmas instruções. Desta maneira promove-se a polaridade associação e dissociação. Este movimento deve ser repetido  por uma hora e o  preparado dinamizado deve-se aplicado em até 3 horas. 


     Para pequenas áreas você pode utilizar recipientes menores como este ilustrado na figura abaixo



Áreas maiores você pode utilizar de uma estrutura simples como essa para facilitar na dinamização, a medida que você precisar dinamizar maiores quantidades você pode elaborar estruturas que permitam isso, porém deve-se ter atenção no processo de formação do vórtex. 


››